segunda-feira, 19 de julho de 2010

Ubuntu Netbook Remix 10.10 Alpha 2

Como a minha curiosidade sempre é maior que minha paciência, já estou a testar a nova versão, a Maverick Meerkat (10.10) do Ubuntu Netbook Remix.

Essa será realmente uma grande surpresa para os usuários. Desde o alpha 2 a equipe da Canonical já exibe a mudança radical do visual do 10 perfeito.


Ubuntu Netbook Remix 10.10

Eu não gostei.



Adoro quando as mudanças no visual acontecem, mas nesse caso, ao menos ainda, não se tornou confortável.

Não sei se é porque ainda está no alpha, ou se realmente podemos esquecer os ícones do menu principal espalhados pela tela inicial no desktop:

A grande novidade fica por conta da barra lateral, que pelo que entendi, tem como função ser um dockbar, maaaas ele fica ali, paradão, sem opção de auto-hide. Comendo valiosos pixels de nossas minúsculas telas de 10".

Ela é travada, não tente clicar com o botão direito em cima para buscar opções, pois não há. Apenas quando clicamos em cima de algum ícone, temos a opção de decidir deixar ele fixo por lá, ou remover. Isso em alguns aplicativos, noutros apenas podemos remover. Ou seja, ele não é elegível a ser um de nossos favoritos a ficar no dock.


Outro fato interessante é o do Rhythmbox. Quando acionei no intúito de deixar ele "pregado" no dock, ele sumiu e foi pra área de notificação, como de praxe, hehe.

Tentando clicar no ícone de mostrar o desktop, na esperança do menu tradicional aparecer, surge-me isso:


Reparem na quantidade de aplicativos encontrado na aba Sistema.

Só isso!!!! Só isso!!! Nem configurar meu touchpad eu pude. Pra que isso?? Por que enxutar tanto assim?? A imagem que eu baixei tinha os 650Mb padrão. Será que essa nova interface vai ocupar tanto assim ao ponto de deixar alguns aplicativos padrões de fora.

Outro que sumiu, sumiu porque não achei como um ícone, deve estar lá mas não sei o comando que o chama, foi o aplicativo para tirar printscreen automático, com temporizador, que toda versão tinha. Por isso as fotos toscas feitas com meu humilde N73.

Ooooutro detalhe chato. O navegador de arquivos, o Nautilus, não se encontra nos menus, para chamá-lo tive que fazer via terminal.

A opção de visualizar os arquivos que temos no HD quando clicamos no ícone de uma pastinha no topo da tela, infelizmente esqueci de tirar fotos dessa área. Mas ela é separada por abas também, com os itens de audio, vídeo, documentos e imagens, mostrando cada um de seus arquivos em suas respectivas categorias, achei legal essa parte, deve ser uma bagunça enorme se você tiver muitas imagens no pc, mas tudo bem, hehe.

Olhem a nova "loja de software" mostrando o status da instalação e com o botão de histórico ao lado.

tentativa frustrada de instalar um gerenciador de screenshot

Por essa imagem percebemos o quão estranho ficou essa barra lateral.

Barrinha come pixel

Reparem também a barra superior. Um menu global. Numa próxima atualização espero ver somente ele e não mais na própria janela do aplicativo.

Nautilus pelo ícone, só uma vez

Agora o Rhythmbox é mais legal e avisa quando você não pode rodar suas mp3s por falta de codec.

Instale logo o ubuntu-restricted-extras

Como citei no outro post, o menu de som agora permite que controlemos o volume dos aplicativos de forma independente, e no caso do Rhythmbox, temos o controle de execução das faixas.

Outro detalhe. Reveja as ultimas imagens em sequência. Reparem que ao fechar os aplicativos, os ícones, que vêm por padrão ao incializar, vão sumindo. No caso do Nautilus ele some e só pode voltar se você recorrer ao terminal. Chato isso.

A impossibilidade de personalizar a barra de tarefas superior continua. Ter uma interface com cubo, ou mais de uma área de trabalho, sem chance. O máximo é um compiz instalado via USC com o básico de firulagem.

Não sei o porque disso, sempre batendo na tecla que os netbooks são equipamentos com pouco recurso, fracos etc. Mas não são, creio que a maioria seja dual core com mais de 1Gb de RAM e com HDs de 160 Gb pra cima. Aguenta o compiz mais afresculhado tranquilo, experiência própria, hehe.

Outro ponto que sempre batem na tecla e eu apoio, é sobre a limitação das telas, isso é fato. Aí colocam uma barra inútil lateral sem a opção de esconder, ferra a amizade.

Espero que isso seja apenas uma fase de experimentos das versões alphas.

Vou fazer minha parte e relatar os bugs que encontrar, procurar onde posso dar minhas opiniões sobre essa barrinha etc.

No mais, vou ficando com meu 10.04 em dual boot e aguardando novas atualizações.

Assim que tiver alguma boa, ou não, postarei aqui.

4 comentários:

  1. Eu uso aqui o netbook remix no 10.04. Se a versão10.10 não corrigir estes defeitos mencionados eu vou instalar o ubuntu normal do desktop no meu hp mini 1040 pra ver no que dá.

    ResponderExcluir
  2. Marcelo, já está no ar o Alpha 3, que promete ter melhorado o Unity e o menu global.
    Se tiver tempo, esse fim de semana vou conferir.

    ResponderExcluir
  3. Eu, pessoalmente, adoro o Remix 10.04 instalado em meu netbook Philco. Realmente, eu concordo com suas crítica e se elas não forem melhoradas eu irei preferir não instalar a nova versão, e mante a antiga (10.04). Fazer o que? se eles não melhorarem esses itens... aguardarei a versão 11.04 com uma interface melhorada.

    ResponderExcluir
  4. Poxa pra mim o 10.04 ate agora está perfeito, esse povo tah querendo fazer algo diferente de novo...eu acho q a punic coisa que deveriam diferenciar é a possibilidade de personalização da barra de tarefas superior...pra mim o botão de desligar dali é inútil, e eu não utilizo akele messenger padrão, uso o emesene...pelo menos queria ocultar akilo dali =/

    Adorei o Post =] vou fikar de olho nas atualizações por aqui hein =D

    ResponderExcluir